Mulher casada e seus casos extraconjugais

Por que tantas mulheres casadas estão tendo “casos” extraconjugais?

Quando o assunto é infidelidade, o comportamento feminino está cada vez mais parecido com o dos homens.

As casadas que trabalham fora também tropeçam nas tentações que sempre rondaram seus maridos. Elas estão cedendo à fascinação  dos casos extraconjugais.

Muitas mulheres casadas estão tendo casos com chefes, subordinados, sócios, clientes, concorrentes, etc.

A infidelidade aumenta à medida que encontram mais homens. Pode ser que ela conte à melhor amiga, mas com certeza nunca contará ao marido. As justificativas são sempre as mesmas: “estava morrendo de tédio com meu marido”; “ele já não me ama”; “ele me enganou e estou dando o troco”; “meu marido não me excita mais”, etc.

As mulheres descobriram que as recompensas de ter uma profissão não são tudo o que esperavam. No momento que se decepcionam com a carreira, vão procurar emoção em outro lugar. Afinal o trabalho não é a coisa mais excitante  do mundo.

Ninguém aprova declaradamente esse tipo de relacionamento. Elas raramente contam aos maridos, a não ser quando querem, conscientemente ou não, forçar um rompimento.

Geralmente os amigos nem querem saber, com medo de abalar sua amizade com a “traidora” ou com o “traído”.  Portanto a infidelidade no casamento é conversa proibida, considerada imoral. Mas é também um fato e não adianta fechar os olhos e fazer de conta que não existe.

Embora considerem os dois tipos de relacionamento como infidelidade, a maioria dos estudiosos do assunto não faz diferença entre as mulheres casadas que dão uma simples “escapadinha” e as que mantém casos há anos.

Share

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta


× 5 = 45

Visit Us On Facebook